quinta-feira, 1 de maio de 2008

Com copo na mão

A primeira palavra que eu li, segundo a minha ilustríssima mãe, foi Mônica. Era mesmo a Mônica das revistas em quadrinhos que saía batendo em toda a vizinhança, sempre cheia de razão e sem nenhum medo. Depois dela, fui lendo muitas e poucas palavras entre pontos, vírgulas, aspas e tudo o mais. Fui lendo por curiosidade, paixão e hábito.
Poderia me estender falando que livros viciam e tudo o mais, mas acredito que literatura é hábito. É preciso que se crie rotina pra deixar de ouvir os barulhos externos e mergulhar. É preciso que haja gosto pelo mergulho. Também vale lembrar que existe o livro certo para cada ocasião, o autor certo para cada noite, o gosto certo para cada verão.
Literatura então é acaso. Não gostei de Senhora da primeira vez que li. Na segunda, entretanto, caí nas intrigas e nas falas, nas brigas e nos vestidos rodando nos salões.
Letras tem que ser dançadas, tem que ser bebidas, tem que ser faladas. Livros tem que bater na cara e dar a mão.
Sem mais delongas, este blog se destina a comentar literatura despretensiosamente. Mas não espere uma rotina de críticas de livros e poemas e autores. A literatura daqui é toda ela, sendo online, offline, de parede, carteira, capa de caderno ou livro de capa dura. Quero chover no molhado e descobrir coisa nova. Comentar e pesquisar literatura além da que eu já faço.

____

Minha literatura: Gota D'água, Batata Quente, Fanfictions.

____

Todos os créditos da imagem do layout devem ser devidamente dados à Amanda Mariano, que fez a figura pra mim de madrugada.
____

Além disso, 1 de Maio não é só dia do trabalho. A data também é dedicada à literatura brasileira. O motivo está no Ipsis Litteris.

9 comentários:

darsh. disse...

;)

Mayna disse...

Eu adoro ler! E isso pra mim é um vício. Ao contrário de você adorei ler Senhora. Na verdade adoro a obra de José de Alencar. Ele é "o cara" pra mim.

http://maynabuco.blogspot.com

Vinicius Langa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiara Pagani disse...

Literatura é prazer, e somos assiduos com tudo aquilo que nos proporciona prazer.
Sobre o que você diss sobre o livro certo...
É quimica e pele de moemnto, a Aline que leu Senhora agora não é a mesma de outrora!

Começou esse blog muito bem Dias!


Beijos!

Bru & Bia disse...

A Aline não faz literatura, ela já personificou a palavra!

BrU*

LI-VERISSIMO disse...

Parabéns Aline, seu blog está paerfeito!

Literatura é como um oceano sem fim e dimensão... Amo ler, os livros fazem parte do meu corpo.

Bjs!

:)

Dedinhos Nervosos disse...

O melhor da literatura é a gente preencher os espaços entre as letrinhas com a imaginação.

blog disse...

Viva o boteco!
Viva a literatura!

E para vc, Aline, quantos vivas?
Straight, No Chaser, como diria o velho Monk.

Pk disse...

a monica deveria ter capa
e vestir cueca por cima da saia
ela e quase um super heroi!!!
http://mundodepk.blogspot.com/