quinta-feira, 22 de maio de 2008

Lucíola

Ainda lembro nitidamente quando o Grijó disse: perto de Lúcia, nenhuma dessas meninas serviria nem pra fazer sabão.
Isso ele disse quando falava de Lucíola, livro de José de Alencar que foi cobrado no vestibular que eu fiz. E, pela descrição detalhada de Alencar, a gente sabe que Lúcia, a protagonista, é belíssima, prendadíssima e inteligentíssima(sempre no superlativo, pois em livros românticos as qualidades das mocinhas são sempre superlativas). Há apenas um problema, ela era uma prostituta, e, das mais caras do Rio de Janeiro.
Sua história começa a ser narrada quando o mocinho cujo nome não me lembro a vê pela primeira vez e logo se apaixona. Na verdade, ele manda cartas à Senhora GM, interlocutora de outras duas histórias de Alencar, Diva e Senhora. Há quem diga que as cartas são enviadas por que o mocinho quer desposar a neta de GM, mas nada disso é explicitamente dito no livro.
O livro, inclusive, já foi base para o enredo da novela Essas Mulheres, da Record, que misturava a história de Lúcia às histórias de Aurélia, de Senhora, e Mila, de Diva. Lúcia era interpretada pela atriz Carla Regina.
Abaixo, a abertura da novela.



Só pra constar, a branquinha é a Milla, a loira é a Aurélia e a morena é a Lúcia.
E, por último e mais importante, Lúcia já foi personagem de um desafio do Batata quente. Quem escreveu a história foi a Darshany e, pra ler, só clicar aqui.

PS: Lucíola é um vaga-lume que fica na beira dos charcos. Bom nome para a história de uma mulher lindíssima e puríssima que é prostituta.

3 comentários:

Bru & Bia disse...

Eu até gosto da Lucíola, mas não gosto do José de Alencar...

BrU*

Roberta Duarte disse...

lucíolaaaa...po eu adoroo esse livro..li sei la quantas vzs e ñ foi soh pq caía no vest hehe
ai por isso q adoro frequentar esse boteco...como diz nicky, é TDB+1P!!!!

darsh. disse...

lindooo