quarta-feira, 28 de maio de 2008

Ana e a faca

A verdade é que eu simplesmente não sei falar dela e a culpa é de uma frase isolada que me marca, maltrata e instiga. Quando acordo e quando durmo aquela frase de poema me aguça mais do que a frase do Otto Lara Resende instigava aos personagens da peça "Bonitinha, mais ordinária", do grandissíssimo mestre Nelson Rodrigues.
Na peça, falava-se o tempo inteiro que "o mineiro só é solidário no câncer".
Entretanto, a minha frase é mais doce e por isso muito mais perigosa.

Do you Believe in love?

A culpa é da Ana Cristina César, nesse poema.

4 comentários:

Vinicius Langa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Natasha Siviero disse...

Isso nem é um comentário de auto-propaganda. Eu só comento se leio. E quase sempre eu leio e nao comento. Mas seu blog tá muito bom. Merece um alô docacos.

Cruela disse...

ei
E seu programa ja tem data?

Me avisa viu?

beijos

T disse...

adoro o jeito que você escreve cara!
fica bem :*