sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Muito Soneto Por Nada

É claro que o título me chamou a atenção. Mas se trata de um livro difícil de achar. Sabia que existia já tinha um tempo, mas eu mesma só peguei pra ler por tê-lo ganhado em um sorteio no @viceverso.
Então ele ficou encalhado lá em casa até eu resolver dar uma folheada e começar a ler soneto por soneto.
Aí aconteceu que eu finalmente consegui ler um livro de poemas inteirinho numa cajadada só.
São 50 sonetos para a musa Jose que tratam de flerte, conquista, amor, sexo e coca-cola.
Mas o interessante é que o autor, Reinaldo Santos Neves, é um romancista e se mostra poeta divertido e instigante.
Enfim, sempre gosto das coisas que o Reinaldo escreve.

Um comentário:

xistosa - (josé torres) disse...

Peço desculpa por não ter visitado e "cumprimentado" quem me visitou, mas a saúde andou um pouco periclitante e tenho andado fugido.
Agora que o mau tempo amainou, vou tentar colocar a "escrita em dia".
E coincidência das coincidências, enviaram-me um soneto de Reinaldo Santos Neves (Etrusca).
Que coisa mais esquisita, um autor tão desconhecido e ser-me falado em duas ocasiões sucessivas.
A vida é mesmo pequena.